Sequestrador do irmão de Zezé di Camargo e Luciano foge de prisão no Paraná

0
41

Nesta terça-feira (11), homens fortemente armados explodiram um muro da Penitenciária Estadual de Piraquara (PEP I), na Região Metropolitana de Curitiba, e libertaram vinte e nove presos. Entre os fugitivos está Ozélio de Oliveira, conhecido como Sumô, responsável pelo sequestro de Wellington Camargo, irmão de Zezé di Camargo e Luciano, em 1998.

Até a tarde desta quarta (12), nenhum deles havia sido resgatado. Para conseguir entrar na cadeia, os suspeitos queimaram, por volta das 3h30 da madrugada, caminhões e carros ao longo da avenida que dá acesso ao local para evitar a aproximação da polícia. Todos os resgatados, segundo as autoridades locais, são de “alta periculosidade”.

Relembre o sequestro

O crime aconteceu por volta das 22h40 no dia 16 de dezembro de 1998. O cantor e compositor Wellington Camargo estava em sua casa no Jardim Europa, em Goiânia, quando foi abordado por quatro homens armados. Ele, que é cadeirante, foi levado a um cativeiro onde ficou por 94 dias sofrendo agressões verbais e físicas. Os sequestradores exigiam que desse informações sobre sua família como tática de forçar o pagamento de um resgate. Ele se recusou no início e chegou a ser torturado, tendo uma parte da orelha arrancada e enviada junto a um bilhete para uma emissora de televisão local.

A família resolveu pagar o resgate de R$ 300 mil em março de 1999, quando o músico foi libertado dentro de um buraco próximo a uma estrada entre Goiânia e Guapó. Mesmo dopado, conseguiu ir até a rodovia e foi reconhecido por dois motociclistas que o ajudaram. Como agradecimento, doou um carro para cada um deles.

Todos os membros da quadrilha, chamada de “Quadrilha dos Oliveira” em referência à chefia do líder Ozélio, foram condenados e presos no mesmo ano.

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here